15/03/2024 Tempo de leitura: 2 minutos

Dexco atualiza estratégia de sustentabilidade, ratificando suas práticas ESG

Mantendo as ambições da Companhia, a revisão busca garantir a aderência da estratégia frente aos temas emergentes internos e externos

A Dexco, empresa multinegócios de materiais de construção, reforma e decoração, detentora das marcas Deca, Portinari, Hydra, Duratex, Castelatto, Ceusa e Durafloor, conduziu um trabalho de revisão das suas metas de sustentabilidade para o ciclo de 2020 a 2025. O intuito foi garantir que os compromissos assumidos ainda estivessem alinhados às estratégias de longo prazo da Companhia, buscando uma comunicação mais simples e direta. Um desafio e tanto para um grupo com negócios tão distintos em seu portfólio.

O processo de revisão contou com duas etapas, a primeira foi uma avaliação de relevância, aderência e viabilidade das metas, considerando o atual momento da companhia, e critérios como impacto e disponibilidade de recursos e tecnologias. A segunda etapa contou com o cruzamento das metas existentes com os ODSs da ONU e com os temas materiais e temas prioritários da Companhia – esses que haviam sido atualizados em 2022.

Entre os destaques do trabalho realizado, estão um olhar cuidadoso para as metas de ecoeficiência, partindo de um modelo com metas específicas de cada negócio para uma abordagem consolidada de forma corporativa. Entre os compromissos estabelecidos estão: reduzir a captação de água em 10%, reduzir o consumo de energia em 5%, reduzir a geração de resíduos em 30% e reduzir a destinação de resíduos para aterro em 50%, até 2025.

Outro ponto chave para a revisão foi a inclusão da meta de Relacionamento com Comunidades locais em 100% dos municípios onde a Dexco tem operações industriais no Brasil até 2025, por meio de diálogos estruturados e outras ações de engajamento.

Nós temos esse compromisso há bastante tempo, que evolui ano a ano. Estamos trazendo agora de forma a dar visibilidade a este tema, demonstrando o nosso compromisso com a identificação e gestão de riscos e oportunidades sociais, contribuindo com o desenvolvimento local, a propagação dos impactos positivos e a mitigação dos negativos”, afirma Guilherme Setubal, gerente de RI e ESG da Dexco.

Para a Dexco, a revisão é vista como um sinal de maturidade, visando atualizar os compromissos e deixá-los mais próximos da realidade atual. Ainda, entregaram antecipadamente sete das metas que estavam previstas para 2025. Um exemplo dentre as sete metas concluídas, foi que a companhia conseguiu, desde 2021, atingir o compromisso de compensar 100% das embalagens geradas pela empresa que chegam ao consumidor final, prática esta institucionalizada.

Outro bom exemplo foram os investimentos em iniciativas que promovam reforma consciente e mudança no paradigma construtivo, que acumularam aproximadamente R$ 230 milhões desde 2020, montante bastante superior aos R$ 140 milhões previstos inicialmente.

Por fim, a companhia reforça que as mudanças são em busca de ter compromissos que estejam alinhados à estratégia de crescimento sustentável, inclusive em cenários mais desafiadores, que demandam posicionamentos rápidos e assertivos. “O maior compromisso da companhia é com a transparência. Se entendermos que a ocorreram fatos que tenham impacto significativo na medição, cálculo ou interpretação de métricas e metas estabelecidas, como, por exemplo, a mudança na conjuntura política ou regulatória acontecerem, avaliaremos novamente nossos compromissos para garantir que nossas ambições são factíveis”, conclui Guilherme Setubal.

O documento final está disponível no Portal ESG da Dexco, domínio onde a companhia reúne suas informações relacionadas à sustentabilidade.

Latest news

Dexco abre quarta edição do seu Programa de Estágio, Geração D
16 horas

Leia mais

Dexco anuncia mega flagship em São Paulo
4 dias

Leia mais

Dexco encerra o primeiro trimestre com Receita Líquida de R$ 1,9 bilhão e EBITDA Pro Forma de R$ 555 milhões
4 dias

Leia mais